Início Mobilidade Startup uberabense lança serviço de aluguel de patinetes elétricos

Startup uberabense lança serviço de aluguel de patinetes elétricos

Serviço que está sendo lançado em Uberaba deverá disponibilizar os patinetes no período de 7h às 22h, com monitoramento via satélite

Empresa que trabalha com aluguel de bicicletas e patinetes elétricos vai disponibilizar o serviço em Uberaba e terá 200 equipamentos para locação e dez estações em diferentes pontos da cidade. O lançamento oficial será hoje, no estacionamento do Shopping Uberaba, às 16 horas.

A empresa é uma startup uberabense e atua no ramo de mobilidade urbana, disponibilizando bicicletas e patinetes elétricos para compartilhamento e aluguel.

Conforme comunicado distribuído à imprensa, a companhia propõe o deslocamento com o mínimo de impacto ambiental. Para utilizar os equipamentos, o usuário terá que baixar um aplicativo para efetivar a locação, que estará disponível das 7h às 22h, com monitoramento por satélite 24h, utilizando tecnologia inédita.

Cristiano Oliboni, diretor da empresa, pontuou que pretende aumentar o número de equipamentos, com baixo custo, por meio de parcerias.  “Queremos que o valor fique o mais econômico possível, pois há todo um contexto publicitário, já que empresas podem subsidiar e ter sua publicidade no equipamento, que vai andar por diversos pontos da cidade […] É algo inovador, que atua em uma área importante dentro do contexto de cidade, que é a mobilidade urbana, bem como oferece uma alternativa limpa de transporte, pois não utiliza combustível fóssil”, destaca.

Uberaba é a única cidade mineira a contar com o serviço. Belo Horizonte já teve empresas de equipamentos elétricos de mobilidade, mas baniu o serviço após acidentes e polêmicas, tendo o prefeito Alexandre Kalil apontando que o tema precisava de regulamentação do Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Serviço ainda gera controvérsias e cidades batem cabeça sobre legislação

A utilização de bicicletas e patinetes elétricos gera controvérsia e polêmicas, devido ao uso não ser regulamentado por órgãos nacionais, e cidades batem cabeça sobre legislação local para o tema.

Enquanto as bicicletas utilizam a rua e dividem espaço com carros, os patinetes, na maioria das vezes, transitam nas calçadas e em velocidade muito acima do que caminham os pedestres, o que gera reclamação tanto de motoristas e como pedestres.

Outra questão a ser observada é a segurança do usuário desses equipamentos. Há registros de pessoas que se acidentaram fatalmente ao utilizá-los sem a devida segurança e treinamento. 

Por Luiz Gustavo Rezende

Fonte: JM Online

Notícias mais lidas

Como abrir uma locadora de veículos?

Abrir uma locadora de veículos tende a ser um ótimo negócio para 2021 e próximos anos. Para os turistas,...

Unidas e iTER se unem para oferecer a melhor tecnologia especializada em rastreamento e telemetria veicular

Ao se unir à empresa de tecnologia, a Unidas tem como objetivo principal a melhoria de processos que trarão mais qualidade para...

Blue Fleet, startup de tecnologia para locadoras de veículos quer revolucionar o mercado

Por Giselle Garcia O setor de locação de veículos teve faturamento recorde em 2019, R$ 21,8 bilhões, crescimento...