Início Mercado Setor de aluguel de carros alerta sobre alta demanda

Setor de aluguel de carros alerta sobre alta demanda

Com o reaquecimento do Turismo doméstico e terrestre e com a redução dos veículos disponíveis ocasionada pelas vendas que as locadoras realizaram durante a pandemia, quem deixa para a última hora corre o risco de ficar sem carro para alugar, segundo dados da Rentcars.com. Foi isso que aconteceu em quase todo o Brasil no último feriado de 12 de outubro e que deve ocorrer novamente no Dia de Finados e para a alta temporada de fim de ano.

De acordo com a plataforma on-line para locação de automóveis, dos quase 600 pontos de atendimento disponíveis para aluguel de carro no Brasil, 26% apresentaram indisponibilidade para 12 de outubro, principalmente os destinos mais procurados. A maior parte das lojas em São Paulo estava sem frota e mais de 90% das buscas realizadas para o Aeroporto de Guarulhos não trouxe opções para os usuários.

Cidades como Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Recife são alguns dos destinos mais impactados e que apresentaram alta indisponibilidade de carros no período: respectivamente, 92%, 88% e 79% das buscas realizadas pelos clientes não apresentaram nenhum veículo disponível.

“Estamos vendo a situação se repetir para o feriado de Finados. Faltam menos de dez dias para a sexta-feira, dia com mais buscas para a retirada do veículo, e 16% das lojas já não apresentam resultados em mais da metade das pesquisas efetuadas”, diz a diretora de Global Partnerships da Rentcars.com, Vivian Almeida.

ALTA DEMANDA REDUZIU OPÇÕES

A categoria de carros alugados mais escolhida pelos brasileiros para viagens domésticas é a econômica, que possui veículos mais simples e com tarifas mais baixas. Entretanto, para 12 de outubro, os usuários que fizeram a reserva em cima da hora tiveram que optar por outras categorias – e pagar a mais para isso.

Em Belo Horizonte, por exemplo, quatro dias antes do feriadão, já não havia mais carros econômicos disponíveis. Além disso, segundo Vivian, deixar para reservar na última hora pode encarecer os planos de viagem, sendo que para Rio de Janeiro, Goiânia e Campinas, o valor da diária da categoria de carros chegou a aumentar em torno de 75% quando comparada à taxa da reserva efetuada com uma semana de antecedência.

A situação enfrentada pelas locadoras ainda não tem prazo para ser regularizada já que, de acordo com a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), o valor para aquisição de veículos zero quilômetro está mais alto e o prazo de entrega está variando de 90 a 120 dias.

“Desde o início da pandemia, só a Rentcars.com já constatou um aumento no volume de locações em mais de 330% e todo o mercado está acompanhando essa retomada do setor de aluguel de veículos. O carro segue como a alternativa mais segura para deslocamento durante a pandemia e prevemos que as buscas que serão efetuadas na Black Friday apresentem números para o Brasil superiores aos de 2018”, comenta.

CIDADES QUE PODEM TER INDISPONIBILIDADE PARA 2 DE NOVEMBRO

Porto Alegre é uma das cidades mais procuradas pelos usuários para a retirada em 30 de outubro e, se seguir a tendência de 12 de outubro, é possível que a falta de carros impacte nos planos de viagem do consumidor.

As intenções de locação estão muito similares e Porto Alegre chegou a apresentar mais de 63% de buscas sem carros disponíveis para o início do último feriado. De um período de 30 dias distribuído entre 10 de setembro e 9 de outubro, 11% dos consumidores deixaram para pesquisar pelo aluguel do carro apenas um dia antes da retirada na capital gaúcha. Outras cidades em que o consumidor apresentou comportamento semelhante foram Curitiba (21%), Brasília (19%), Belo Horizonte (15%) e Vitória (13%).

“Hoje, o usuário tem que cuidar mais do planejamento de sua viagem. Se ele se antecipar, terá mais opções de escolha e melhores preços. Mas se deixar para a última hora, corre o risco de realmente não conseguir realizar sua viagem”, finaliza a diretora da companhia.

Por Beatrice Teizen

Fonte: Panrotas

Notícias mais lidas

Locadoras aguardam entrega de 150 mil carros

Montadoras estão demorando de 90 a 180 dias para atender os pedidos. Há fila de motoristas de aplicativos e pode faltar veículo...

Blue Fleet, startup de tecnologia para locadoras de veículos quer revolucionar o mercado

Por Giselle Garcia O setor de locação de veículos teve faturamento recorde em 2019, R$ 21,8 bilhões, crescimento...

Maestro desfaz compra da Vox Frotas devido às condições de mercado

A Maestro Frotas informa que decidiu distratar o contrato de compra da Vox Frotas, levando em conta condições de mercado alheias à...