Início Mundo Portugal: rombo no rent-a-car trava venda de carros

Portugal: rombo no rent-a-car trava venda de carros

Foram comprados 16.565 automóveis em outubro em Portugal, menos 13% do que em 2019. Carros a combustão representaram menos de três quartos das vendas no último mês.

A alta de turistas levou as empresas de rent-a-car a travar a renovação das frotas neste ano. O mercado automóvel, à conta deste rombo, tem sofrido quebras consecutivas. Outubro não foi exceção e ficou marcado pela descida de 13% na compra de carros novos, para 16.565 unidades. Os últimos dois meses não auguram grandes melhorias, no entender da ACAP – Associação Automóvel de Portugal.

“Neste ano houve uma renovação muito menor da frota das empresas de aluguer de carros. Até agosto, registou-se uma quebra acumulada de 70%”, indica ao DN/Dinheiro Vivo o secretário-geral da ACAP, Hélder Pedro. A descida na renovação dos automóveis foi o dobro da quebra nas vendas de carros, acima dos 35%.

No último mês, a Peugeot liderou a tabela, com 1661 matrículas, embora tenha registado uma diminuição de 9,4% na comparação com o mesmo mês de 2019. A Renault ficou no segundo lugar, com 1634 unidades (+0,6%), e a Mercedes colocou-se no terceiro posto, com 1557 carros (+9,6%).

O mercado de ligeiros de passageiros recuou 12,6%, para 13.679 unidades; nos ligeiros de mercadorias, a descida foi de 15,1%, para 2477 matrículas. Nos pesados, registou-se uma diminuição das vendas de 15%, para 409 registos.

Estes números já mostraram também os efeitos das restrições de circulação entre concelhos nos últimos dois dias de outubro. “Já estamos a sentir que há menos gente a deslocar-se aos concessionários e outros estabelecimentos.”

Os dados de outubro também mostram que os portugueses procuram cada vez mais carros ligeiros que não sejam só a gasolina ou a gasóleo. Os modelos híbridos, elétricos e a GPL ficaram com mais de um quarto da fatia das vendas em outubro. Ou seja, no último mês, os automóveis a combustão tiveram uma quota de mercado de 73,2%: 39,4% para a gasolina e 33,8% para o gasóleo.

Nos veículos alternativos, os híbridos ganham cada vez mais destaque, sobretudo na combinação com uma bateria para extensão da autonomia (vulgo plug-in), com 10,5% das vendas em outubro. Os híbridos “normais” têm 9,8%. O GPL representou 2,1% das vendas.

Os automóveis totalmente elétricos ficaram com 4,4% das vendas no último mês. Pelo quarto mês consecutivo, os veículos só com baterias tiveram mais vendas na comparação com 2019. A Renault vendeu 1079 unidades desde janeiro, mais nove do que a Tesla. A Nissan está no terceiro lugar, com 942 matrículas eletrificadas.

Ferrari e Bentley sobrevivem

No segmento do luxo, apenas Ferrari e Bentley estão a sobreviver ao ano da pandemia. A marca italiana até conseguiu vender mais carros no último mês (5) do que em igual período de 2019 (2). Nos primeiros dez meses do ano, houve 22 compras de Ferrari e 19 aquisições para a Bentley, menos uma para cada marca na comparação com 2019.

Lamborghini, Maserati e Aston Martin sentem os efeitos da quebra do mercado. A Lamborghini vendeu 14 carros até outubro (19 em 2019), a Maserati registou quatro (16 em 2019) e a Aston Martin só matriculou duas unidades (seis em 2019).

Receios de fim de ano

Avizinha-se um novo estado de emergência para os últimos dois meses do ano. A ACAP “nem pode imaginar um encerramento dos concessionários”, como aconteceu entre meados de março e o final de abril, e que levou estes espaços a estar encerrados durante 45 dias.

Mesmo sem fecho dos stands, as perspetivas para novembro e dezembro são pessimistas. Antevê-se que o mercado nacional recue para os números de vendas de 2014. No último ano da troika em Portugal, foram matriculados 172.357 automóveis.

Por Diogo Ferreira Nunes

Fonte: Diário de Notícias (Portugal)

Notícias mais lidas

Locadoras aguardam entrega de 150 mil carros

Montadoras estão demorando de 90 a 180 dias para atender os pedidos. Há fila de motoristas de aplicativos e pode faltar veículo...

Blue Fleet, startup de tecnologia para locadoras de veículos quer revolucionar o mercado

Por Giselle Garcia O setor de locação de veículos teve faturamento recorde em 2019, R$ 21,8 bilhões, crescimento...

Maestro desfaz compra da Vox Frotas devido às condições de mercado

A Maestro Frotas informa que decidiu distratar o contrato de compra da Vox Frotas, levando em conta condições de mercado alheias à...