Início Carros Recife terá locadora de carros elétricos para empresas. Veja como vai funcionar

Recife terá locadora de carros elétricos para empresas. Veja como vai funcionar

A Pontoon E-Mobility contará com uma sede na capital pernambucana. Iniciativa fortalece o plano de descarbonização do Estado

A Pontoon E-Mobility, que faz parte do grupo Pontoon Clean Tech, fornecedora de soluções de descarbonização para empresas, terá uma unidade no Recife ainda este ano. O anúncio foi feito pelo governo do Estado [de Pernambuco] nesta quinta-feira (19).

Segundo o governo, a iniciativa fortalece o plano de descarbonização de Pernambuco, estratégia estadual para reduzir a emissão de gases de efeito estufa e contribuir para diminuir as consequências do aquecimento global. “É uma satisfação anunciar a chegada de mais um empreendimento ao nosso Estado. Fazemos questão de aliar as atividades econômicas ao compromisso com a sustentabilidade. Assim, Pernambuco segue a tendência global, com foco na promoção de políticas econômicas integradas ao desenvolvimento ambiental”, afirmou Paulo Câmara.

Locadora

A sede da Pontoon E-Mobility será instalada no Recife em agosto deste ano. O primeiro projeto realizado em Pernambuco deverá oferecer para locação de 100 a 150 veículos elétricos por empresas privadas. A ideia é oferecer caminhões com capacidade entre 5 e 7 toneladas de carga, vans de carga, carros de passeio e triciclos elétricos para passageiros e entregas (delivery). A meta da Pontoon E-Mobility é ter em torno de 350 veículos elétricos disponíveis para aluguel em Pernambuco até o final de 2023.

A empresa também ficará responsável pela instalação de uma rede de eletropostos para carregamento de seus veículos. A energia utilizda será cobrada por fora, ou contratada em um “pacote”, junto com a assinatura do carro. Marcos Severine, CEO do Grupo Pontoon, disse que a energia utilizada nos eletropostos será do tipo “limpa”, gerada a partir de usinas solares e, portanto, com um valor tarifário bem menor que a energia elétrica tradicional. “A ideia não é oferecermos apenas o veículo elétrico, e sim, toda uma solução de mobilidade elétrica e limpa”, disse Severine. Ele estima que o aluguel de um carro de passageiros já com o pacote de energia embutido fique em torno de R$ 3.700 reais por mês. “Para um veículo de trabalho esse valor hoje se aproxima do que se gasta apenas com combustível”, estima ele.

A diferenciação dos incentivos fiscais de isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e licenciamento remoto de veículos foi uma vantagem que levou à escolha de Pernambuco pela empresa. “Esse é um importante passo da Pontoon E-Mobility. Buscamos, incessantemente, as melhores iniciativas para os nossos clientes e essa parceria firmada com o Governo de Pernambuco e com a Prefeitura do Recife nos coloca em um outro patamar frente às empresas do setor”, comentou Marcos Severine, CEO do Grupo Pontoon.

Imposto

O preço de carro elétrico pode cair 20% com redução de imposto. O projeto de Lei 403/2022, em trâmite no Senado Federal, propõe zerar o Imposto de Importação dos veículos elétricos e híbridos até 31 de dezembro de 2025. Atualmente, esses modelos são vendidos no país por valores elevados, onde os automóveis mais baratos custam cerca de R$ 150 mil. Porém, um levantamento da BloombergNEF (New Energy Finance), realizado em 2021 para o Transport & Environment (T&E), apontou que estes automóveis poderão ser mais baratos que os veículos a combustão até 2027.

Para Fábio Pizzamiglio, diretor da Efficienza, empresa especializada em negócios internacionais, a proposta pode trazer pontos positivos, mas ainda será necessário acompanhar a variação dos preços dos insumos de produção. “Por mais que tenhamos uma diminuição nos impostos no produto final, que é uma ação muito bem-vinda, ainda precisamos nos atentar ao mercado. Lembrando que ainda vivemos uma crise de semicondutores que afeta diretamente essa indústria”, declarou o executivo. A proposta tem a perspectiva de diminuir o valor dos eletrificados no Brasil em cerca de 20%.

Vendas

Segundo os dados da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), somente no primeiro trimestre deste ano houve aumento de 115% na venda de automóveis elétricos no país. “A maior parte desses veículos é fruto de importação. Ainda não temos a fabricação massiva desse tipo de automóvel no país. Por esse motivo, a medida de forma emergencial pode ser algo essencial para o crescimento do setor”, afirma Pizzamiglio.

Mas a proposta realmente poderá ter um efeito positivo? Segundo Ricardo David, sócio-diretor da Elev Mobility, empresa que trabalha com soluções para o ecossistema do carro elétrico, a medida poderá ser positiva em curto prazo. Porém ainda é necessário aumentar a produção interna dos veículos eletrificados e investir na estruturação do Brasil em longo prazo.

“Em um período maior, para termos uma real diminuição nos valores desses automóveis, precisamos aumentar a nossa produção nacional. Não somente dos veículos em si, mas de outros elementos essenciais para a produção desses modelos. O Brasil tem o potencial de ser um grande produtor de baterias, por exemplo”, explica o executivo.

Por Edilson Vieira

Fonte: JC

Notícias mais lidas

Como abrir uma locadora de veículos?

Abrir uma locadora de veículos tende a ser um ótimo negócio para 2021 e próximos anos. Para os turistas,...

Ford vai fazer ‘bastante falta’ ao setor de setor de locação, diz Abla

O presidente da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), Paulo Miguel Junior, afirmou, em entrevista ao Valor Econômico, que a produção nacional...

Saída da Ford terá efeito negativo para locadoras de veículos, diz Credit Suisse

Os analistas afirmam que, entre as empresas de locação, a Localiza deve sentir os maiores efeitos do fechamento das fábricas da Ford,...