Início Mercado Blue Fleet, startup de tecnologia para locadoras de veículos quer revolucionar o...

Blue Fleet, startup de tecnologia para locadoras de veículos quer revolucionar o mercado

Por Giselle Garcia

O setor de locação de veículos teve faturamento recorde em 2019, R$ 21,8 bilhões, crescimento superior a 43% em relação ao ano anterior. O número de locadoras de veículos também cresceu cerca de 35%, totalizando 10.812 em todo país. De acordo com a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA), o crescimento do número de diárias foi de 43 milhões em 2018 para 49,6 milhões no ano passado, tornando nítida a migração da cultura “da posse” para uma nova cultura com foco no pagamento pela “utilização” dos carros. Além do aluguel de longa duração para pessoas físicas, chamado Carro por Assinatura, a ABLA atribui o recorde também ao crescimento da demanda por parte de motoristas de aplicativos. 

Nesse cenário nasceu a Blue Fleet em 2019, startup de tecnologia que desenvolve um sistema de gestão para locadoras de veículos que controla os principais processos dessas empresas desde o cadastro e contrato de clientes, propostas comerciais, aquisição dos veículos, manutenções, sinistros, multas, carro reserva, faturamento até a venda do veículo, tudo integrado a um módulo financeiro.

A Blue Fleet foi criada pelos empreendedores Dennys Lemos, Erik Scudeler e Gilberto Torres. Lemos, ex-head de TI com passagem por grandes empresas teve a ideia de desenvolver o sistema após observar a carência do mercado e foi a ponte entre os outros cofundadores “O Erik é o melhor cara de TI que conheço, estudamos Análise de Sistemas juntos e já havíamos criado uma startup antes. Precisávamos de um sócio para tocar o Comercial que conhecesse o mercado, trabalhei com o Gilberto numa empresa que prestava serviços para locadoras de veículos, fiz o convite e ele aceitou” diz Lemos.

Uma vantagem do Blue Fleet é ser um SaaS (Software como Serviço), baseado em internet que pode ser acessado de qualquer navegador, inclusive de tablets e smartphones. Outro diferencial é que o sistema foi desenvolvido numa linguagem moderna de programação e por isso permite integrações via API e Webservices com outras ferramentas como ERPs financeiros, telemetria, contabilidade e meios de pagamento. “O sistema é escalável e está preparado para atender locadoras com 100 ou 100 mil veículos, trouxemos diversos conceitos de outros mercados para a gestão das locadoras como fluxos de trabalho, gestão a vista com dashboards, robôs, relatórios online, portal do cliente institucional e do condutor e pesquisas de satisfação” diz Scudeler.

“Vivenciamos o conceito de “Produto nunca finalizado” e entregamos quase que diariamente novas versões do sistema com melhorias sugeridas pelos nossos clientes”, relata Lemos.

A Blue Fleet fechou os primeiros contratos e está crescendo mesmo na pandemia “nosso sistema é inovador e resolve algumas dores antigas das locadoras que não são atendidas pelos concorrentes, o feedback do mercado tem sido muito positivo” relata Torres, “Nosso objetivo é democratizar o que há de mais atual em tecnologia para as locadoras, de qualquer porte, com investimento acessível e contribuir para o sucesso dos nossos clientes, na melhoria de processos e redução de custos” complementa.

Para conhecer detalhes sobre a Blue Fleet acesse: www.bluefleet.com.br

Notícias mais lidas

Locadoras aguardam entrega de 150 mil carros

Montadoras estão demorando de 90 a 180 dias para atender os pedidos. Há fila de motoristas de aplicativos e pode faltar veículo...

Blue Fleet, startup de tecnologia para locadoras de veículos quer revolucionar o mercado

Por Giselle Garcia O setor de locação de veículos teve faturamento recorde em 2019, R$ 21,8 bilhões, crescimento...

Maestro desfaz compra da Vox Frotas devido às condições de mercado

A Maestro Frotas informa que decidiu distratar o contrato de compra da Vox Frotas, levando em conta condições de mercado alheias à...